top of page
71-98811-9051Participe!
00:00 / 00:11

PARTICIPE DA NOSSA RIFA SOLIDÁRIA PARA A REFORMA DE INAUGURAÇÃO DA NOSSA FUTURA SEDE DO BAP

RIFA SOLIDÁRIA PNG
RIFA SOLIDÁRIA PNG

DETALHES ZAP: (71)988119051

press to zoom
PINTURA DE TODA A PAREDE INTERNA DA SEDE
PINTURA DE TODA A PAREDE INTERNA DA SEDE

press to zoom
SALÃO JOGOS 02
SALÃO JOGOS 02

press to zoom
RIFA SOLIDÁRIA PNG
RIFA SOLIDÁRIA PNG

DETALHES ZAP: (71)988119051

press to zoom
1/9
BapECBahia

Notícias/ECBahia

LOJA-BAP -png
Mais Detalhes
Mais Detalhes

Josafa Macêdo (71)99256-8752

press to zoom
AJUDE-NOS A MANTER O SITE NO AR!
AJUDE-NOS A MANTER O SITE NO AR!

press to zoom
PLANOS
PLANOS

press to zoom
Mais Detalhes
Mais Detalhes

Josafa Macêdo (71)99256-8752

press to zoom
1/5

Ex-conselheiro, Ricardo Maracajá comenta sobre atual gestão do E.C.Bahia


Foto: Ulisses Gama / Bahia Notícias / Titulo Manchete: BapCr / Redação Texto: Site Bahia Notícias / Assine o Sócio Digital

Em nota ao site Bahia Notícias, o ex-conselheiro do Bahia, Ricardo Maracajá diz que acredita que o principal problema da gestão de Guilherme Bellintani foi ter se distanciado do torcedor nos momentos mais difíceis. Reeleito em 2020 com 86% dos votos (lembre aqui), o atual presidente lida atualmente com um pedido de impeachment do grupo de conselheiros "O Bahia é de Todos e Todas" (saiba mais aqui).

"O torcedor quer se sentir representado. A gente sente a falta da presença de Guilherme, de Vitor, nas entrevistas, na interlocução com os torcedores. Óbvio, a pandemia afastou. Mas tínhamos muita proximidade. Tínhamos encontros na Fonte Nova, os sócios participavam. E eu não vejo um trabalho da direção de aproximar. Óbvio que isso não pode sair do patamar da normalidade, nunca vamos compactuar com violência, com nada do tipo. Mas sentimos que eles precisam se aproximar mais dos torcedores", avaliou o advogado, em entrevista ao programa BN Na Bola, da Rádio Salvador FM 92,3, apresentado por Emídio Pinto, Glauber Guerra e Ulisses Gama.

Para exemplificar, Ricardo citou seu avô, Paulo Maracajá, campeão brasileiro com o clube em 1988. "Quando o clube começou a perder, antes da reeleição, os torcedores, os grupos, entenderam os equívocos. Ele [Bellintani] indicou a melhora. Mais de 80% confiou na reeleição. A partir dali, uma experiência que tenho muito de meu avô Paulo é que ele aparecia mais vezes na derrota do que quando vencia. O torcedor sente mais necessidade do presidente presente no momento da derrota. Com os resultados negativos, Guilherme e Vitor [Ferraz, vice-presidente] foram se tornando mais reclusos para resolver os problemas internos", comentou.

Apesar do mau momento, o ex-conselheiro não entende que o pedido de impeachment vá proceder. "Me pareceu mais uma atitude política do grupo, quis mostrar sua insatisfação com Guilherme, mas juridicamente é muito frágil. Temos que ter no pedido uma conduta com a intenção efetiva de lesar o clube. O próprio artigo utilizado de fundamentação exige essa intenção. E não dá para configurar que o atraso, a demora de contratar um diretor tem a intenção de lesar o clube. Não tem como comprovar isso, a não ser que existisse uma declaração efetiva de Guilherme ou de Vitor. Mas não acredito que vá vingar. Ninguém está feliz com a situação do Bahia. Muitas críticas têm que ser feitas, eles têm que melhorar muito no futebol, mas não podemos abalar nossa estrutura democrática por conta de pedidos meramente políticos", opinou.

Apaixonado pelo Bahia, como se define, Maracajá ainda tem o sonho de presidir o clube, mesmo que este passe por uma venda da Sociedade Anônima do Futebol. Ele, contudo, não confirmou se irá se candidatar nas próximas eleições, em 2023.

"Não dá para confirmar nada agora. Estamos longe desse período eleitoral para cravar. E isso depende também da SAF (...) Eu me afastei um pouco. Foram seis anos no Conselho do Bahia. Aproveitei para descansar, fiz alguns cursos, fui buscar mais conhecimento. Do ano passado para cá, tivemos interlocução com vários grupos para poder pensar em uma possível candidatura. As pessoas ligam, procuram, e eu estou sempre aberto a conversar sobre o Bahia. Estou sempre disponível para ajudar o clube. Sou novo, tenho 32 anos, uma hora vai chegar esse momento [de se candidatar à presidência]", projetou.

Sobre a SAF, ainda, ele analisa que é algo que vai dominar o futebol brasileiro, e que o Bahia pode estar próximo da mudança. "As propostas vão chegar, serão avaliadas pelo conselho e pela diretoria. Acredito que a maioria das SAFs do Brasil vão acontecer neste ano", opinou.

Fonte Bahia Notícias, Leia Mais.



Confira a entrevista no BN Na Bola nesta terça-feira (8), com o ex-conselheiro do Bahia Ricardo Maracajá. Basta clicar no link do YouTube da Rádio Salvador FM 92,3:

Fonte Bahia Notícias, Leia Mais.



Edição de: 09 Março 2022

Leia Mais: BapECBahia.Com

Editor: Robson Custódio

Grupo de Membros Bahêa Amor Paixão;

Cnpj: 34.682.214/0001-07


*PRESTIGIE O NOSSO TRABALHO:*

SEJA MEMBRO DO BAP, ESCOLHA O PLANO QUE MAIS CABE AO SEU BOLSO E SE CADASTRE.


ESTRANDO NESTE LINK VERÁ 02 SIMPLES PLANOS E SEUS BENEFÍCIOS,

Clique Aqui e preencha o nosso formulário!

AO SE CADASTRAR SOLICTE SUA PARTICIPAÇÃO NO NOSSO GRUPO BAP.

(71)98106-3754



Baixe o Nosso Aplicativo do Bap:

Nova Versão/2022;

https://app.vc/bapecb


Siga nossas Redes Sociais:


Canal Youtube

Bahêa Amor Paixão (Inscreva-se)

https://www.youtube.com/channel/UCJ1-dAUpbqU9-UHdosYG-BA


Bahêa Amor Paixão

Instagram (Seguir):

https://www.instagram.com/baheaamorpaixao/


Bahêa Amor Paixão

Twitter (Seguir):

https://twitter.com/baheaamorpaixao


Bahêa Amor Paixão

Página Face (Curtir):

https://www.facebook.com/baheaamorpaixao/


Bahêa Amor Paixão

Grupo Face (Participar):

https://www.facebook.com/groups/baheaamorepaixao/


Bahêa Amor Paixão

Linkedin (Seguir):

https://www.linkedin.com/in/custodiobaheaamorpaixao/

12 visualizações0 comentário